Blog

Como o cuidado com a nutrição animal influencia no produto que chega à mesa do consumidor

26 de fevereiro de 2019

Se há um desafio que as empresas de um modo em geral precisam superar nos dias de hoje é compreender e conquistar um consumidor muito mais bem informado sobre aquilo que deseja comprar. Isso significa que as empresas devem ser ainda mais cuidadosas com a qualidade dos seus produtos sob o risco de perder clientela e ficar para trás, vendo concorrentes crescerem porque entendem os novos hábitos e entregam aquilo que o consumidor hiperconectado deseja. Assim também é quando falamos de qualidade na agroindústria.

Tome-se como exemplo as preocupações com o bem-estar animal. Há muitos consumidores que elegem a marca preferida também por causa de boas práticas no manejo animal. O mesmo se aplica quando falamos em nutrição animal. O assunto também chama a atenção, como no caso de problemas relacionados com salmonella, por exemplo, que tem na alimentação de aves e suínos possível causa principal para o surgimento de bactérias que colocam em risco o desenvolvimento dos animais de produção.

Outro problema que afeta a qualidade nutricional dos alimentos utilizados na nutrição animal é a contaminação fúngica e a consequente presença de micotoxinas, que algumas vezes passam despercebidas aos olhos dos nutricionistas. Exames visuais dos ingredientes recebidos e exames laboratoriais, além da aquisição de ingredientes de fontes seguras, são artifícios que podem ser utilizados para minimizar este problema.

Por conta destes e de outros problemas que possam surgir, quem atua na agroindústria precisa estar ciente que o cuidado com a nutrição animal influencia no produto que chega à mesa do consumidor.

Sobre isso, de acordo com os técnicos da Eurotec Nutrition, você precisa saber:

1) Como a nutrição animal influencia na qualidade do produto.

2) Como a forma que a agroindústria trata o assunto ajuda na produção.

3) O que a empresa ganha quando dá mais atenção para a nutrição animal.
 

Como a nutrição animal influencia na qualidade do produto

A formulação correta de rações para cada fase da vida do animal é a peça-chave para o sucesso na obtenção de animais acabados no tempo certo para serem destinados ao abate. Por sua vez, o balanceamento de nutrientes feitas pelo nutricionista vai possibilitar que o animal ganhe o peso adequado no tempo esperado, tenha uma boa conformação de carcaça e seja destinado ao abate dentro das especificações desejadas para aquela espécie animal.
 

Como a forma que a agroindústria trata o assunto ajuda na produção

Se a nutrição animal merece atenção, isso ajuda porque o acabamento das carcaças, assim como seu tamanho, tem influência direta do manejo nutricional adotado pela agroindústria. A utilização de matérias-primas e ingredientes que constam na formulação de rações, com procedência conhecida e sem contaminantes, resulta em um produto final livre de quaisquer substâncias que possam afetar a saúde pública.
 

O que a empresa ganha quando dá mais atenção para a nutrição animal

Os aditivos utilizados na formulação de rações por parte da agroindústria visam melhorar a qualidade da ração oferecida bem como aumentar o desempenho animal. Isso ocorre diretamente em ganho de peso e conversão alimentar, bem como na manutenção do ambiente intestinal em situação de equilíbrio, eliminando e controlando a microbiota patogênica e beneficiando a flora intestinal benéfica.

Em outras palavras, a agroindústria objetiva com o uso de aditivos na nutrição animal maximizar a produção, fazendo com que aves e suínos produzam mais com uma ingestão menor de alimentos. Ou seja, otimizam o alimento ingerido em uma maior produção de carne, leite e ovos, o que proporcionam maior ganho para a agroindústria.
 

Outros benefícios obtidos com o cuidado com a nutrição animal

Além do impacto na qualidade dos produtos, o cuidado com a nutrição animal adequada garante lotes padronizados de animais que têm como destino o abate em frigorífico, o que facilita o manejo de carcaças dentro da planta processadora.

Além do mais, um plano de nutrição adequado implica em menos dejetos poluentes, como nitrogênio e fósforo depositados no ambiente. O manejo nutricional, principalmente levando em conta a saúde intestinal dos animais pode significar menor chance de patógenos circulantes em granjas e frigoríficos, consequentemente, ser benéfico em relação a saúde pública.
 

Quer saber mais sobre a relação entre nutrição animal adequada e qualidade na agroindústria? Converse com a equipe da Eurotec Nutrition.